Arquivos Mensais: Outubro 2010

Como é do vosso conhecimento, os árbitros, através das mais diversas entidades/associações têm vindo a tentar sensibilizar o Governo, através do Sr. Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, para a grave situação que está a ser colocada ao sector da arbitragem e do ajuizamento desportivo, no que se refere ao Regime Fiscal e a partir do dia 1 de Janeiro de 2011, o novo Código contributivo da Segurança Social, que também irá ter consequências muito gravosas para o sector da arbitragem.

Este processo decorre há mais de 4 anos, não tendo tido a evolução desejada, apesar de promessas por parte do poder politico, no sentido de criar condições que tenham em atenção a especificidade da actividade de Árbitro e Juiz desportivo.

Na Sexta-feira, dia 22 de Outubro, reuniram em Leiria, A APAF, com os Conselhos de Arbitragem Distritais, e um representante do CA da FPF, e da CAJAP, onde voltaram a analisar a situação, que se irá agravar ainda mais a partir do dia 1 de Janeiro de 2011, com a entrada do novo Código Contributivo da Segurança Social, o qual irá obrigar os Árbitros e Juízes desportivos, que não descontem para a Segurança Social, a uma contribuição mensal, que no mínimo será de cerca de 183 euros.

Na referida reunião foi consensualizado, que devido à falta de resposta, por parte do poder politico, face a este grave problema, que vem penalizando os Árbitros e o sector da Arbitragem, que os Árbitros, Árbitros Assistentes, Observadores e Cronometristas de todas as categorias de Futebol e Futsal, devem ficar indisponíveis de actuar nas competições em que actuam na Jornada do fim de semana de 6 e 7 de Novembro de 2010.

 O Núcleo de Árbitros de Futebol de Lisboa vem manifestar a sua solidariedade para com este movimento. Como demonstração desse apoio iremos, sem prejuízo da nossa regular actividade, manter este post como notícia de destaque até ao dia 7 de Novembro.

 Reiteramos que o sector da Arbitragem, não quer ter sobre estas matérias qualquer tipo de privilégios, queremos tão só, que tenham em atenção a especificidade da nossa actividade.
Estamos seguros que todos unidos conseguiremos atingir os objectivos que melhor servem a Arbitragem portuguesa.

 O Núcleo de Árbitros de Futebol de Lisboa está ao lado dos árbitros, na defesa da arbitragem!